Destaques

Cebolinha pode custar ao Flamengo mais que Gabigol e se tornar contratação mais cara do futebol brasileiro

Benfica e Flamengo confirmaram a negociação do atacante Everton Cebolinha, anunciado pelo clube carioa com contrato válido até o fim de 2026, e valor total que pode fazer dele a contratação mais cara do futebol brasileiro, superando Gabigol.

A operação será por 90% dos direitos econômicos do jogador e custará 13.5 milhões de euros (R$ 75 milhões), podendo atingir ou superar os 16 milhões de euros em caso de metas atingidas. Com mais 1,5 milhão de euros previstos caso o atleta performe em até seu último ano de contrato, o total pode chegar a 17,5 milhões de euros, o que daria R$ 97 milhões.

Em 2020, o Flamengo pagou R$ 96,9 milhões à Inter de Milão por Gabigol. O novo reforço será será pago em quatro vezes ao longo dos próximos anos. Até hoje Gabigol era a maior contratação do clube de forma isolada, seguido por Arrascaeta, por quem o Flamengo pagou 15 milhões de euros ao Cruzeiro.

Depois das confirmações da operação, O Flamengo anunciou a contratação do atacante Cebolinha de forma bem-humorada nas redes.

"Um campeão da América cuja história já não cabe no gibi. Vindo de Maracanaú, faz de sua casa agora o Maracanã, com a Maior do Mundo. Avisa ao chef que tá tudo tempelado e o contlato tá assinado!", postou o clube, com brincadeira no erro de português em referência ao personagem da turma da Mônica.

O jogador já passou pelo Rio, onde foi aprovado em exames e assinou contrato com o novo clube. Agora, voltou para alguns dias de férias e se apresenta no fim de junho, após mudança de Portugal. A regularização só acontecerá em 18 de julho, quando abre a janela de transferências internacional.

Natural da cidade de Maracanaú, no Ceará, Cebolinha foi revelado nas categorias de base do Fortaleza. Com o excelente início no clube cearense, ele chamou a atenção do Grêmio.


Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem
header ads
header ads
header ads